virus-1812092_1280

Médico brasileiro em Bruxelas fala sobre o Covid-19

O Dr. Evandro de Azambuja é um médico brasileiro, chefe da equipe oncológica do instituto Jules de Bordet, em Bruxelas, considerado um dos melhores hospitais de câncer  da Europa. Ele também é colaborador da revista AB CLASSIFICADOS na coluna de saúde.

Em conjunto com a médica Dra. Maria Alice Franzoi membro de sua equipe, explicam tudo sobre o COVID-19

.

O que eu preciso saber sobre o Coronavírus?

Em apenas três meses, de dezembro de 2019 a março deste ano, o coronavírus originado na província de Wuhan na China, ja infectou mais de 341 mil pessoas em mais de 160 países, disseminando uma doença respiratória muito semelhante à gripe, porém com maior gravidade e letalidade. Na Bélgica, atualmente existem cerca de 3743 casos diagnosticados, sendo 322 em situação crítica e 88 mortes relacionadas ao coronavírus (dado de 23 de março de 2020).

Informações diárias sobre a estatística de casos no mundo podem ser encontradas em:

https://www.worldometers.info/coronavirus/

O que é o coronavirus?

– Trata-se de um vírus respiratório da família dos coronavírus. Esta família de vírus é

conhecida desde meados de 1960. Este tipo de vírus pode causar infecções respiratórias

em seres humanos e em animais (dromedários tipo os camelos, gatos e morcegos). Em geral, as infecções causadas são leves a moderadas. Entretanto, alguns desses vírus podem causar doenças graves de alto impacto importante em saúde pública.

Qual o período de incubação?

– Em média 5 dias, podendo chegar até 14 dias.

Quanto tempo uma pessoa infectada transmite o coronavirus?

– Ainda não está bem definido, em média 7 dias após início dos sintomas

Quem pode contrair a doença?

– Como se trata de um vírus novo, toda a população está suscetível a contrair a doença.

Quais são os sintomas?

– Principalmente febre, tosse seca e falta de ar. Algumas pessoas podem apresentar quadros similares a resfriados ou gripes.

Como é feito o diagnóstico?

– O teste é coletado de materiais respiratórios através de swab (como um cotonete) nasal e oral, a indicação do teste será definida caso a caso pelo médico assistente.

Porque não se testa todas as pessoas com sintomas suspeitos?

– Infelizmente, devido a um racionamento do teste, neste momento não é possível testar todo mundo. Portanto, a recomendaçao do teste será feito pelo médico de família.

Qual é a grande preocupação em termos de saúde pública com o Coronavirus?

– Apesar de a maioria dos casos serem leves a moderados, cerca de 14% das pessoas infectadas vão necessitar de assistência hospitalar. Como este vírus é extremamente contagioso, corre-se o risco de muitas pessoas procurarem atendimento hospitalar ao mesmo tempo, o que pode sobrecarregar os sistema de saúde já que as outras doenças (por exemplo: câncer, doenças cardíacas, pulmonares, acidentes e cirurgias de urgências, etc) continuarão também acontecendo.

O que é o achatamento da curva?

– Medidas de isolamento social são capazes de diminuir a velocidade de disseminação do vírus e do surgimento de novos casos, evitando a sobrecarga do sistema de saúde. As medidas de confinamento adotas no dia 14/03/2020 e instensificadas no dia 17/03/2020 na Bélgica, visam reduzir o número de novos casos necessitando hospitalizaçao com respiradores para garantir que não haja um colapso no sistema de saúde e que toda população receba o tratamento necessário. É extremamente importante que as pessoas respeitem estas medidas.

Qual é o tratamento?

– Até o momento (23/03/2020), não há um tratamento específico para o coronavírus, sendo indicados medicamentos para reduzir a carga viral nos casos mais graves e medicamentos para aliviar os sintomas nos casos leves a moderados.

Existe vacina?

– Até o momento (23/03/2020), não há vacina disponível.

Quais são os grupos de maior risco para infecção grave?

– Idosos

– Pacientes com doenças pulmonares prévias

– Pacientes com doenças cardiovasculares

– Diabéticos

– Imunossuprimidos

– Pacientes com câncer

– Gestantes

O que eu posso fazer para ajudar?

Você pode fazer uma grande parte para auxiliar no combate contra o Coronavírus, já que a transmissão ocorre de pessoa para pessoa.

– Fique em casa se puder e saia somente para atividades extremamente necessárias (seguindo as orientações do governo Belga)

– Lave suas mãos com água e sabão frequentemente

– Evite tocar os olhos, nariz ou boca

– Evitar contato próximo com outras pessoas (distância mínima de 1 metro): evite, aperto de mãos, beijos e outros contactos fisicos

– Evite visitar a familia principalmente pessoas idosas

– Mantenha-se informado e evite propagação de notícias falsas

– Se tossir or expelir, utilise lenços de papeis, descarte-os imediatamente no lixo e lave as mãos

– Se tossir e não tiver lenço de papel, tussa na dobra interna do cotovelo

– Não faça estocagem (máscaras, alcool gel ou produtos alimentícios)

– Evite qualquer tipo de aglomeração ou deslocamento desnecessário

O que fazer se eu me sentir doente?

· Fique em casa

· Ligue para o seu médico de família e explique os seus sintomas. Não desloque-se a uma sala de espera no consultório ou hospital

· Por telefone, o médico vai decidir se você pode ficar em casa ou deverá ir ao hospital

Mais informações sobre as recomendações Belgas podem ser encontradas no https://www.info-coronavirus.be/en/

Compartilhe esta notícia

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!