Por-que-o-Brasil-está-neutro-na-guerra-Rússia-1140-x-500

Por que o Brasil está neutro na guerra Rússia-Ucrânia?

Brasil votou a favor da resolução da ONU contra a invasão russa à Ucrânia, mas não critica o governo Putin. E aliados de Bolsonaro temem que falas contraditórias do presidente prejudiquem o país.

Mesmo porque, nosso País importa 85% dos fertilizantes que utiliza e Rússia responde por 23% das importações. Potássio é o que mais preocupa e “certamente vai haver desabastecimento mundial” desse nutriente, dizem analistas.

Assim, criticar o País europeu neste momento é prejudicar negociações futuras ou ter o preço do produto, importante para a agricultura e pecuária, elevado.

Outro canal pelo qual a guerra no Leste europeu pode afetar a economia brasileira são os alimentos. A Rússia é a maior produtora mundial de trigo. A Ucrânia ocupa a quarta posição. Nesse caso, o Brasil não pode contar com outros mercados porque a seca na Argentina, tradicionalmente maior exportador do grão para o Brasil, está comprometendo a safra local.

Especialista brasileiros acreditam que o conflito armado na Ucrânia pode durar até 30 dias, mas os desdobramentos da guerra ainda são vistos como incertos. Nas Forças Armadas, existe a convicção de que o combate não vai tomar uma escala mundial; e de que o uso de bombas nucleares não vai acontecer.

Mas o que pensam os brasileiros?

Jornalistas brasileiros ouvidos pela Ângela Piqui Magazine mostram a apreensão pelo povo europeu e temem que pessoas menos favorecidas e sem poder de defesa acabem sendo vítimas destes ataques.

Mulheres e crianças podem perder seus maridos e pais. Uma injustiça para o futuro de duas nações importantes para o mundo.

Marcos Maracanã – Apresentador de Televisão Band Minas

O mundo está sob tensão nesta guerra hoje considerada estupida. Ela é muito perigosa, o poderio bélico da Rússia pode até ser supremo contra a Ucrânia, porém, em termos de segurança mundial, o mundo está numa guerra pior que a física, a virtual, essa é também uma grande covardia.

Ademir Reis – jornalista em Uberlândia-MG/BR desde 1962 e diretor de Comunicação da Câmara Municipal de Uberlândia a partir de fevereiro de 2011

Muitos estão chamando a invasão da Ucrânia pela Rússia de “guerra TikTok”, já que os usuários da plataforma de vídeos curtos publicaram ferozmente sobre a escalada militar às vésperas da invasão, quando ela ainda era negada pelos russos. A natureza inspiradora da resistência ucraniana está fazendo com que muitos governos ocidentais se envergonhem e ajam.

Luciana Archete – Advogada e Jornalista Zona da Mata

Ao contrário do que se dizia, esta guerra chegou devagar e pode se estender por dias, até meses. Quem está sendo prejudicado é o povo ucraniano e aqueles que moram na divisa entre as duas nações. Serão anos de prejuízos para a população. Temos que rezar ao máximo para que este conflito acabe logo. Daqui a alguns anos ainda ouviremos falar desta guerra sem sentindo.

Por Gregório José

Compartilhe esta notícia

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!